Oficial de Justiça fica sob mira de revólver ao cumprir mandado em Goiânia

O oficial de Justiça avaliador federal João Alves Neto, lotado na Seção Judiciária de Goiás da Justiça Federal (JF), foi assaltado, no dia 30 de setembro, no Setor Novo Mundo, em Goiânia, enquanto cumpria mandado de averiguação em uma casa da região.

Segundo João Alves, o crime ocorreu no final da tarde, quando o suspeito, armado com revólver calibre 38, se aproximou do servidor e anunciou o assalto.


Apesar da violência a qual o oficial de Justiça foi submetido, ele saiu ileso e cumpriu aquele mandado judicial. João Alves acionou a polícia e registrou boletim de ocorrência.

O servidor alerta para a insegurança sob a qual trabalham os oficiais de Justiça. “Essa não é uma agressão comum e pode ocorrer com qualquer pessoa. Ocorreu, dessa vez, com servidor que cumpria ordem judicial em uma das áreas mais perigosas de Goiânia.”


João Alves reforça a necessidade de concessão de porte de arma para oficiais de Justiça. “Policiais federais e estaduais trabalham armados, em equipe e de surpresa. Nós, oficiais de Justiça, comparecemos sozinhos, desarmados e com o criminoso ciente que será procurado por nós a qualquer hora.”


O oficial de Justiça cobra investimento na segurança de profissionais da categoria. “Precisamos de respaldo da administração, para o fornecimento de cursos de defesa pessoal, direção defensiva, curso de tiro e coletes balísticos. Nós já solicitamos isso, mas ainda não fomos atendidos”, conclui.


Fonte: Assessoria de Comunicação da ASSOJAF-GO | Ampli Comunicação

0 visualização

MENU

​ÁREA RESTRITA

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Rua 115, 662, Qd F-36, Lt 86

St. Sul, Goiânia, GO 74085-325

Assine nosso informativo

e acompanhe nossas ações.

©2018 Ampli Comunicação