top of page

Oficial de Justiça é agredida após entregar mandado de medida protetiva



Uma oficial de Justiça da comarca de São José do Rio Preto (SP) foi agredida no município de José Bonifácio, durante o cumprimento de um mandado de medida protetiva contra um homem investigado por violência doméstica. O crime ocorreu na última semana do ano de 2022.


Conforme a Polícia Militar, após receber o mandado, o suspeito gritou e derrubou a oficial de Justiça. Em seguida, bateu a cabeça da vítima contra a porta de um carro e entrou em sua residência para pegar uma faca.


O agressor fugiu antes da chegada das viaturas da PM e não foi encontrado. A oficial de Justiça foi socorrida e encaminhada a um hospital. Ela sofreu uma fratura no nariz e ferimentos no rosto.


O Tribunal de Justiça de São Paulo manifestou repúdio ao episódio, prestou solidariedade à servidora e informou estar tomando as medidas cabíveis.


"São inaceitáveis os atos de violência covardes contra integrantes do Judiciário no cumprimento de suas funções, mulheres e homens que trabalham pela garantia da ordem pública, pela paz social e pelo cumprimento das leis. Tais situações não intimidam o Judiciário", assinalou, em nota, o presidente da corte, desembargador Ricardo Anafe.


A Associação dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo (Assojuris) também repudiou publicamente a agressão: "Quando a violência se dá contra uma mulher, ela é ainda mais inaceitável e injustificável. Quando a violência se dá contra uma mulher no exercício de suas funções laborais, visado à proteção de uma terceira mulher, ela se torna ainda mais repugnante e covarde".


Fonte: Consultor Jurídico (Conjur)

18 visualizações
bottom of page