Eleição traz desafio de defesa do serviço público

Mais de 156 milhões de eleitores irão às urnas no próximo domingo, dia 2, para decidir os novos representantes da nação e dos estados. No pleito, além dos nomes escolhidos, várias pautas estão em jogo, entre elas os caminhos da administração pública e o papel do servidor público.


Para o presidente da ASSOJAF, Adrian Magno, esta é uma oportunidade de se contrapor ao estado mínimo e valorizar o serviço público com a escolha de candidatos que defendam a administração pública. “Ultimamente, tem se difundido uma ideia contra a administração pública, a favor de um estado mínimo, contra a estabilidade e contra o serviço público”, lembra Adrian.


A avaliação é que neste pleito houve um retrocesso nas pautas e que é responsabilidade da entidade, assim como dos Associados, buscar candidatos que estejam comprometidos com os servidores públicos. “A estabilidade do servidor público é um mecanismo aprimorado, evoluído ao longo da história, para que projetos e atividades públicas sejam concluídos independente da alternância de governo. É uma grande evolução do serviço público e não o contrário.”


Fonte: Assessoria de Imprensa da ASSOJAF| Ampli Comunicação


25 visualizações