top of page

Livro aborda desafios e práticas dos Oficiais de Justiça



A editora Casa do Direito disponibiliza aos interessados o livro Oficiais de Justiça: desafios e práticas na contemporaneidade. A obra impressa é a mesma do e-book lançado em 8 de dezembro do ano passado e reúne uma coletânea de artigos sobre temas que envolvem a Justiça e o Oficial no dia a dia da função.


O diretor de Relações Internacionais da Fenassojaf e presidente da Assojaf/PAAP Malone Cunha é um dos colaboradores do livro, organizado por Flávia Teixeira Silva Pires, Alice de Souza Tinoco e Carlos Henrique Medeiros de Souza, com a contribuição de outros oito Oficiais de Justiça.


De acordo com eles, o leitor contemplará uma visão cooperativa em consonância com os avanços legislativos e tecnológicos desse tempo. A partir dos textos de Oficiais de Justiça para Oficiais, que alcançarão também os operadores do Direito e interessados em conhecer o universo de quem materializa ordens judiciais de forma clara, simples e efetiva, o livro é um passeio por uma visão atual dos desafios contemporâneos, unindo teoria e prática de forma inovadora.


“Assim, foi com imensa alegria que recebi a notícia de que oficiais de justiça, com larga experiência no cargo, estavam se debruçando em estudos de pós-graduação stricto sensu sobre várias questões que certamente impactarão o modo do exercício das atribuições inerentes ao cargo”, afirma o - Juiz Federal Diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio de Janeiro, Dr Osair Victor de Oliveira Júnior, participante do prefácio.


Para os organizadores, o livro Oficiais de Justiça: desafios e práticas na contemporaneidade é uma obra que precisa ser lida e divulgada, a fim de promover reflexões e mudanças, “ressignificando a atuação do oficial de justiça, que se faz um agente de comunicação por excelência, um agente de inteligência e também um agente pacificador”.


No artigo de Malone Cunha, o dirigente da Associação Nacional aborda o aportuguesamento da execução civil no Brasil e as primeiras análises do PL 6204/2019. Segundo ele, fica claro que toda a fundamentação internacional que o PL sustenta é oriunda de uma única visão acadêmica de discentes brasileiros em Portugal, e não da consulta direta por parte do Senado Federal aos órgãos e representações estrangeiros. O livro na versão física está disponível para aquisição no site da editora Casa do Direito. Clique aqui para comprar.


Fonte: Fenassojaf


25 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page