Membros da ASSOJAF-GO apresentam pleitos da categoria ao presidente do TRT-18


Na tarde desta quarta-feira, membros da ASSOJAF-GO foram recebidos pelo presidente do TRT-18, desembargador Platon Teixeira de Azevedo Filho, em seu gabinete. O diretor administrativo da associação, Josimar Lopes da Silveira, o diretor suplente Jurídico Vladimir Pereira Fernandes, e o conselheiro fiscal Valmir Oliveira da Mota representaram a associação, dando boas-vindas ao novo presidente e apresentando a ele uma pauta com reivindicações da categoria.


Na reunião, as principais questões debatidas, relativas ao cotidiano dos Oficiais de Justiça, foram: as dificuldades em atividades como a intimação de testemunhas para condução coercitiva; o excesso de mandados urgentes, m especial nos plantões; o reembolso de despesas com pedágios no exercício da função; o aumento do "auxílio-telefone"; e o fornecimento de carro funcional ao menos para atividades em regiões do interior do estado.


Outras demandas apresentadas pela ASSOJAF à presidência do TRT 18 foram a necessidade de realização de concurso para Oficiais de Justiça e a realização, pelo Tribunal, de cursos de capacitação para a categoria. 


Josimar Silveira considerou a reunião bastante produtiva. “Tendo em vista que o encontro foi realizado no sentido de apresentar a associação ao novo presidente do TRT-18, bem como as demandas do oficialato. A reunião foi satisfatória, tendo o presidente se mostrado receptivo e aberto ao diálogo. Contudo, esse foi apenas um primeiro contato junto à nova administração, o primeiro passo de um longo trabalho que teremos pela frente. É algo que, obviamente, não se encerra aqui”, ponderou.


De todos os tópicos tratados, o diretor ressaltou, pela urgência, a questão dos plantões e mandados de natureza urgente, que por motivos diversos, têm sobrecarregado os Oficiais de Justiça, bem como os problemas enfrentados  pelos mesmos na intimação de testemunhas para execução dos mandados de condução coercitiva, especialmente em relação à segurança.  “Pedimos, também, a realização de concurso para reposição de cargos vagos de Oficiais de Justiça, além da criação de novos cargos para atender a demanda”, destacou Josimar. 


A presidência do TRT-18 comprometeu-se a analisar as demandas apresentadas pela ASSOJAF-GO. “Diante de algumas reivindicações, como o reembolso em pedágios, o presidente chegou a sugerir, ainda, num âmbito mais hipotético, a realização de convênios com as empresas responsáveis pelos pedágios”, citou  o diretor da ASSOJAF.


O desembargador Platon Teixeira de Azevedo ressaltou, após ouvir as demandas da associação, que tem interesse em colaborar para melhorar as condições de trabalho dos Oficiais de Justiça, reconhecendo a importância da atuação da categoria no Poder Judiciário. “Penso que, sobretudo, devemos ter em conta o espírito de cooperação. Não posso prometer que vou atender todas as reivindicações apresentadas, mas vamos analisar e estudar uma por uma”, afirmou o magistrado. 


Também participaram da reunião as Oficiais de Justiça Idelva Maria Teles Macera e Fernanda Dias Rocha, além de Joelson da Conceição Lisbôa, diretor da Central de Mandados do TRT-18 em Goiânia e Aparecida de de Goiânia.


Fonte: Assessoria de Comunicação da ASSOJAF-GO | Ampli Comunicação

MENU

​ÁREA RESTRITA

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Rua 115, 662, Qd F-36, Lt 86

St. Sul, Goiânia, GO 74085-325

Assine nosso informativo

e acompanhe nossas ações.

©2018 Ampli Comunicação