top of page

CNJ e o porte de arma


O corregedor nacional de Justiça, ministro Luís Felipe Salomão, reconheceu a relevância do pedido do Sindicato dos Oficias de Justiça do Estado para que o Conselho Nacional de Justiça elabore projeto de lei para que os Oficiais de Justiça do Brasil tenham a faculdade de portar arma de fogo. Em seu despacho, o corregedor nacional informou que o cenário apresentado pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça revela-se preocupante e demanda atenção do CNJ. Que os materiais juntados no pedido mostram uma coleções de decisões e matérias jornalísticas que justificam a análise do pedido. Nos termos da Portaria 127/2023, o processo foi encaminhado para o conselheiro João Paulo Schoucair, membro do Comitê Gestor do Sistema de Segurança do Poder Judiciário.


Fonte: Sindojus-PA

28 visualizações

Comments


bottom of page