NOTA DE REPÚDIO


A Associação dos Oficiais de Justiça Avaliadores Federais do Estado de Goiás (ASSOJAF-GO), vem a público manifestar o seu veemente REPÚDIO ao artigo publicado, no dia 14 de maio, pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Sergipe (SINDJUF/SE), no qual a coordenadoria daquela entidade, ataca, de forma difamatória, os Oficiais de Justiça.


A investida, agressiva e caluniosa, se dá em razão do Projeto de Lei nº 1117/2021, de autoria do Deputado Federal Ubiratan Sanderson (PSL-RS), que altera o Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941 (Código de Processo Penal), para dispor sobre a competência dos Oficiais de Justiça. Na publicação, a entidade sindical de Sergipe, que representa os servidores da Justiça daquele Estado, enfatiza que “esse segmento sempre se utiliza dessas práticas e historicamente utiliza-se desses métodos, buscando alternativas que sejam favoráveis somente a esse grupo”.


Esses profissionais “carregam o piano”, SIM. E nas ruas. Expostos aos humores do tempo e aos riscos de contaminação pelo Coronavírus. Entre os servidores do Judiciário, os Oficiais de Justiça são o grupo com a maior taxa de mortalidade pela Covid-19. Segundo registro da Fenassojaf, são 75 Oficiais de Justiça falecidos durante a pandemia, o que representa cerca de 65% do número de servidores do Poder Judiciário mortos pela doença, em todo o país.


O perigo representado pelo vírus é somado à violência que também faz muitas vítimas entre os oficiais, fazendo do seu labor uma atividade de risco. Sem contar outras ameaças como assédio moral e as tentativas de colocá-los em desvio de função, em meio às “reestruturações” e mudanças administrativas, que voltam à tona com a tramitação da PEC-32, que trata da Reforma Administrativa.


Cenário acinzentado para todo o Serviço Público. Cenário de medo, dor, angústia para toda a população. Em tempos tão difíceis, o mínimo que se espera de uma entidade representativa é que ela promova e estimule as normas de segurança sanitária entre seus representados e promova a união de todos contra o desmonte de todo Setor Público. E não o contrário!


Diante disso, a ASSOJAF-GO reitera a sua indignação diante do ataque segmentado e injusto feito pelo SINDJUF/SE e solicita a devida retratação pública.


A valorização profissional se conquista com trabalho.


Paulo Alves de Carvalho Júnior

Presidente da ASSOJAF-GO

214 visualizações

MENU

​ÁREA RESTRITA

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Rua 115, 662, Qd F-36, Lt 86

St. Sul, Goiânia, GO 74085-325

Assine nosso informativo

e acompanhe nossas ações.

©2018 Ampli Comunicação